Antonio Carlos Cardoso


Segundo eternizador

Como Diretor artístico do Balé do Teatro Castro Alves, o BTCA, em Salvador, entre os anos de 1981 até 1987, em seguida de 1991 até 2005, Antonio Carlos Cardoso, teve uma estreita ligação com os fotógrafos do Teatro Castro Alves, Isabel Gouvea e  Adenor Gondim, ambos de Salvador e também fotógrafos da Cia.

Ainda em 2003, pediu informações a Isabel para poder comprar o seu meu primeiro equipamento e para apreender a manipulá-lo procurou por Marcelo Reis na casa da Photographia por indicação da colega de trabalho.

Desde antão, um novo mundo se abriu e dai começa a estudar fotografia mais a fundo, já na Casa da Photographia. Em pouco tempo, naquele convívio, estava literalmente tomado por este novo mundo, estudando com Marcelo e professores convidados como o carioca Walter Firmo entre outros.

A fotografia passou a ser para Cardoso, seu foco na vida artística, fotografando o Balé do Teatro Castro Alves, o BTCA, nas saídas fotográficas da escola e ensaios com bailarinas da Cia.

Hoje, residindo desde 2006, em Porto Alegre, cidade onde nasceu, e retornou após seu desligamento do BTCA,  dedica-se prioritariamente a fotografia, apaixonado pelo poder de síntese que ela proporciona como forma de expressão artística, aquele milésimo de segundo eternizador!

Estes dois ensaios apresentados nesta Galeria é dedicado por Cardoso, aos seus amigos e fotógrafos da Bahia, Marcelo Reis, Isabel Gouveia  e Adenor Gondim .

Dividido em dois blocos, o trabalho do diretor artístico e fotógrafo Antônio Carlos Cardoso, poderá ser visto nestes links

Segundo eternizador, cor

Segundo eternizador, preto e branco

Anúncios